APOTEOSE OBRÁTICA NO SAMBÓDROMO DO CRIOULO DOIDO

EXTRA EXTRA

GG em breves dias, para alegria dos maranáticos, vai colocar seu bloco na rua.

O nome do bloco é SOC (Sofisticada Organização Criminosa).

Vai ser o maior sucesso no reino icemita. Já compraram serpentinas e confetes para o desfile do bloco da SOC

É o bloco mais esperado do reino icemita, aguardem, ggdeus irá na frente puxando o pelotão ao lado de teteu. O rei momo ja foi escolhido: o coallace, numa alegria só.

Mas que encrenca essa tal de seita maranata.

Jornalista Dudu Gil

A TV Retirantes volta depois com mais detalhes dessa festa meggavilhosa, direto do sambódromo do crioulo doido…

.

.

Voltamos com a nossa programação com a cobertura dos preparativos para a grande evangelização? não; para a grande reunião? não, mas é para a grande apoteose da obra. Hein? Hum? Huum hum?

É, porque os meias solas dão o que o povo merece, pois na verdade são quase crentes, né verdade? É verdade sim. Huum hum?

Dessa agora, vai ser oferecido bem mais do que papa na praça do papa, mas carne na festa da carne, pois a obra não é mais a mesma. Tudo que o sinhô revelou, ele agora desrrevelou. Né verdade? É verdade sim. Huum hum? Huuum hum?

Urumbelinda

É verdade sim, Urumbelinda. E, considerando que estamos em tempo de festa carnavalesca de norte a sul do Brasil, os servos da obra, este ano, terão uma grande surpresa.

É que GG, o dono da obra transformou o manacaim na Apoteose Obrática do Samba do crioulo doido.

Isto mesmo! A obra agora vai ter o seu carnaval. Mas como todos sabem, ela não é a mescla, nem movimento…ela preparou tudo diferente.

É o primeiro carnaval revelado da obra, aí geeente! tum tum tchicuntung curundum. Que isso, é o sinhô que tá falano? Não, são os tambores da bateria da escola obrática. Sintamos, desde já, o clima dessa festa…

E como ela surgiu? Em um dos cafés da manhã com o sinhô, apareceu um anjo carnavalesco, de bermuda, camisa estampada e chinelo de dedo, e revelô para fazer o carnaval obrático, porque o povo tem andado muito triste.

Então o trio GG, GGeia e a Marqueteia se reuniu e traçaram todas as estratégias para que os meias solas do pes, que não têm muito samba no pes, a não ser que seja relacionado a escândalos, e os do escalão intermediário e o do baixo para a execução do projeto.

Como todos sabem, estes são paus mandados, que só servem para obedecer, porque quem manda mesmo é o trio parada dura, que não é elétrico, mas parece viver ligado na tomada, quando o assunto é defender a obra, e decide tudo sozinho.

Então ficou definido um grande desfile na Apoteose Obrátia do Sambódromo do Crioulo Doido, na ordem assim definida:

-A comissão de frente contaria com quatro trombeteiros, mas só três vão tocar, já que a quarta trombeta ainda não tocou. Precisa obedecer a revelação.

-Logo que os três cornet…ops, trombeteiros tocarem, entra o super, o ultra, o mega, o sumo GG e a bateria, nesta hora, começa a executar a marcha:

“Ôh abre alas, ôh abre alas pro GG passar… ”

Em seguida os escravos entoarão, digo, puxarão o samba obrático, de autoria do seu mestre:

“Ei! Você aí, me dá um dinheiro aí! Me dá um dinheiro aí!

Não vai dar? Não vai dar não? Eu vou roubar bem mais do que um bilhão.”

-Atrás dele, vêm a GGeia e a Marqueteia, seguidas de outras nobres esposas enfeitadas com alegorias tipo bolsas Louis Vuitton (enquanto muitas usam Luisa Viutonta), cartões sem limites (enquanto outras vivem no limite), com suas bundas e peitos de silicone (buscando nota 10 nesses quesitos, dos jurados), e, usando algumas joias de diamantes, que elas desenterraram daquela cova lá no cemitério. Um luxo só este bloco.

-Atrás, vem a ala das baianas. Este grupo é formado pelas senhoras de frente, ou é de trás, dix coxtas…nem sei mais…o fato é que a grande maioria é sisuda, não cuida muito da aparência, sendo muitas quase nada vaidosas, aí caindo bem os grandes vestidos rendados das baianas.

-Começa então o desfile dos carros alegóricos, com o caminhão dos meias solas todo enfeitado com sapatos, fios de cera, agulha e, as muambas,…Os meias solas do CP-Conselho Presbesterol.

-Depois vem o carro do beijo, com figuras como o “beijoqueiro” e o “teteu”, o don juan obrático. Neste carro, os meias solas estarão distribuindo preservativos, para que possam brincar o carnaval da obra sem medo de contrair doenças…afinal, depois não vai adiantar pedir ao sinhô para curar, pois ele vai dizer que não fizeram por onde receber essa dádiva, de cura, visto que deram causa à moléstia sexualmente transmissível, não é mesmo? Cada um tem o que merece na obra!

Aqui! Vamos abrir um espaço, para resolver um problema grave que surgiu na montagem desse desfile. É que toda bateria de escola de samba tem sua rainha, uma moça bonita…mas a GGeia é quem queria esta posição. Isso deu muita confusão, porque além de não ser nada bonita, também não é nada jovem…mas…como quem manda é ela…ficou criado o impasse…Aliás, as más línguas dizem que GGeia é cópia, escarrada e cuspida, de GG, e isso facilita, e muito, as suas fantasias de homem e mulher, troca comum nessas festas carnavalescas. GG vira GGeia, e GGeia vira GG, sem precisar trocar de roupa. Já pensou nisso?

Mas voltemos ao desfile…

Atrás da bateria, vem o carro alegórico da oubraLat , trazendo meias solas do leste europeu, com destaque para o pr. sumiu, primo do pr. escafedeusse, irmão do pr. vazou-na-braquiara, cunhado do pr. ralou-peito, afilhado do pr. pirulitousse. Enfim, uma família meio difícil de achar, pois vivem viajando. Por isso, é um prestígio vê-los presentes para essa festa. Mas, afinal, pra oubra vale tudo, não é mesmo? Mas, sobre a oubraLat, o que seria? Uma fantasia de cachorro, que late, para a obra? Não. é só uma firma”parceira” do leste europeu mesmo.

-Os escravos vêm sambando pela avenida sem carro…Nesse ponto, há um destaque curioso também, pois os escravos da obra  que tocarão, com suas forças, os carros alegóricos, já que GG decidiu que não vai gastar com motor, nem elétrico, nem mecânico, para dar movimento aos carros. Vão no muck. Caminhão muck, heim? hum? não, no muck dos escravos mesmo, como diria Urumbelinda.

-Logo atrás tem o Trio Elétrico do Boca Suja e todos que gostam de se sujarem vão seguindo atrás, falando palavrões revelados, com o Endivíduo Endividado fazendo registro fotográfico, para confeccionar um álbum com o primeiro desfile da obra e depois vender para os escravos. Além disso, esse sujeito vai gravar todos os sons e imagens, para posteriormente oferecer, por oportunismo, bons pacotes (para lucro dele, claro) para os próprios escravos da obra.

-Não pode faltar o bloco Fio de Escarlata, composto pelas descendentes de Raabe, que vieram em busca de seus rabos, digo, do fio que a obra roubou de sua ancestral. Interessante, que nesse bloco, na falta de fio para todas, algumas abrirão as suas bocas, e colocarão as suas imensas e venenosas línguas para fora. Só fica a recomendação de não passar muito perto nessa hora, visto que pode respingar veneno no rosto de alguém. Fica a dica…

-Não pode faltar o carro das pirâmides obráticas, com os containers, NONI, seguros, planos de saúde, filtros d’água, cartão de fidelidade em postos de gasolina, hotéis, e até motéis, pois no carnaval da obra, ao invés de “tá tudo certo”, vai valer o “tá tudo liberado”.

Nas arquibancadas, há uma mistura de membros que admiram a novidade e aplaudem. Mas há ainda os que estão de malas prontas para dar o fora da obra, que está a cada dia mais parecida com o capiroto.

-Ainda no desfile, o caminhão do chatélite, com Gilson Booner perguntando:

“É possível ser da obra e desfilar no carnaval?”,

“É possível aparecer mais alguma novidade na obra?”

“É possível pegar as serpentes da obra e transformar em serpentinas para esta festa?”

“É possível Paulo participar como destaque da Escola de Samba Obrática, se ele estivesse vivo?”

Para os irmãos que não têm condução, o obra disponibilizará o buzão de tijolo…aquele usado para fazer cultos itinerantes, pois ele não vai ser usado mesmo, já que todos vão estar ali no sambódromo do crioulo doido, participando do primeiro carnaval revelado da obra, em uma verdadeira apoteoso à obra e ao seu victalício líder, o comendador GG.

Não percam também a nossa reportagem a respeito do concurso das marchinhas de carnaval da obra. Tem cada pérola, que só ouvindo para saber do que estamos falando…

A propósito, antes que perguntem, relatamos que a nossa reportagem esteve com o trio parada dura, GG, GGeia e Marqueteia, e todos foram unânimes em dizer que pode dançar, viu? Então, você que já viu muito samba no pes, mas tem samba nos pés, pode soltar a franga e entrar na folia, podendo cantar: “me leva que eu vou, sinhô meu, atrás dessa obra, só não vai quem já caiu”, “me leva que eu vou, sinhô meu, atrás dessa obra, só não vai quem já caiu”, “me leva que eu vou, sinhô meu, atrás dessa obra, só não vai quem já caiu”, três vezes, conforme a revelação do sinhô.

Até a próxima, e fiquem conosco.

Do estúdio da TV Retirantes e do Sambódromo do Crioulo Doido da Obra,

Os jornalistas Eurípia Inês e Alandati.

Anúncios

3 Respostas para “APOTEOSE OBRÁTICA NO SAMBÓDROMO DO CRIOULO DOIDO

  1. olá poderiam passar um reclame,no intervalo da progamação da tv retirante? Se você vai a Bahia,fuja da rota de Vitória pois lá começou a oubra,vai que tú é picado pela cobra.De meia volta.

    • É isso mesmo, duduca. Prestar informação de utilidade pública nunca é demais (rs rs). Além do mais, essa c(obra), quando pica o sujeito, ele só descobre que está envenenado alguns anos depois. A tua sugestão de “meia volta”, neste caso, torna-se providencial, para evitar chegar perto do ninho dos animais peçonhentos, e ser encantado por elas.

      Parabéns pelo bom humor!

      Graça e Paz,

      Alandati.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s